Tragédias humanas da purga na Turquia(1)

Gokhan Acikkollu

Gokhan Acikkollu

Professor de ensino secundário

Gokhan foi detido no dia 23 de julho de 2016 como parte da repressão pós-golpe da Turquia. Embora sofresse de diabetes, foi-lhe negado o acesso aos seus médicos por seis dias. Após 13 dias sob custódia, Gokhan foi encontrado morto na sua cela na prisão no dia 5 de agosto.

Mustafa Torer

Mustafa Torer

Empresário

Mustafa estava entre as 45 mil pessoas que sofreram uma enorme repressão na Turquia após a tentativa de golpe. Foi levado para a prisão de Iskenderun, sob stress e trauma graves. Mustafa, que já sofria de diabetes, morreu de um ataque cardíaco.

Furkan D.

Furkan D.

Paciente de 12 anos com cancro

Furkan, de 12 anos, morreu de cancro no cérebro vários meses após agentes da fronteira turca retirarem os passaportes dos seus pais no aeroporto de Istambul Ataturk, fazendo com que a família tivesse de abandonar os seus planos para receber tratamento contra o cancro em Cuba.

Filiz Y.

Filiz Y.

Mãe de 30 anos

Filiz Y., uma mulher de 30 anos que deu à luz no Hospital da Cidade de Mercin no dia 6 de fevereiro de 2017, foi detida nas primeiras horas do dia 7 de fevereiro, por supostas ligações ao Movimento Gulen.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: