Irmão de Gülen está à beira da morte numa prisão turca,devido a privação de medicamentos

Um dos irmãos do estudioso islâmico turco Fethullah Gülen, Kutbettin Gülen, que foi preso em outubro, está a ser privado de medicamentos, apesar de sofrer de doenças cardíacas e hipertensão arterial, informou o site de notícias Tr724 no sábado.

De acordo com o relatório, Kutbettin Gülen, de setenta anos, que trabalhava para uma editora em İzmir, foi mantido em confinamento numa cela sozinho desde 2 de outubro.

Gülen, que tem doenças graves, não recebeu permissão para ver a sua família por meses até que a sua filha foi autorizada a visitar-lo recentemente.

A sua filha não reconheceu o seu pai, que perdeu muito peso e só consegue andar com o apoio de dois guardas.

O advogado de Gülen disse a Tr724 que, em vez dos medicamentos que ele de que ele necessita, pode ter recebido medicamentos fortes e mortais. A sua família está preocupada em perdê-lo se essas condições na prisão persistirem.

A Turquia sobreviveu a uma tentativa de golpe de Estado controversa em 15 de julho de 2016 que matou mais de 240 pessoas. Imediatamente após o golpe, o governo do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), juntamente com o presidente autocrático da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan, culpou o movimento de Gülen.

Fethullah Gülen, que inspirou o movimento, negou fortemente ter algum papel no fracassado golpe e pediu uma investigação internacional sobre isso, mas o presidente Erdoğan – chamando a tentativa de golpe “um presente de Deus” – e o governo iniciou uma purga generalizada visada a purgar apoiantes e do movimento e críticos dentro das instituições do estado, desumanizando as suas figuras populares e colocando-as nas prisões.

A Turquia suspendeu ou demitiu mais de 150 mil juízes, professores, policiais e funcionários públicos desde 15 de julho. Pelo menos 161,751 pessoas foram detidas ou investigadas e 50,334 pessoas foram presas na Turquia no âmbito da campanha de caça às bruxas pós-golpe do governo turco, visando alegados membros do movimento Gülen desde a tentativa de golpe em 15 de julho de 2016, de acordo com as estatísticas divulgadas pela agência estatal de notícias Anadolu, baseando-se em informações retiradas dos funcionários do Ministério da Justiça em 13 de junho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: